quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Rococó encapsulado




O sol se põe
sobre a profusão de casas brancas:

a cidade brilha
o reflexo de sorrisos capturados;

velhos pombos acasalam
sob frígidas telhas;
mancham de tons de cinzas
as paredes alvíssimas,

que cobrem as colinas
de espinhas dorsais retorcidas
até se perder de vista.

De novo.
De novo.
De novo.

------------------------------------

Seria o mesmo,
não fosse o calor da tinta fresca,
que ainda guarda o riso escarrado
da máquina estampante

deitando retratos,
de uma vida feliz,
de uma geração saciada.

Um comentário:

Aline disse...

rs, infelizmente não ando lendo Kafka... deveria.

legal a variação de tema. belas imagens!
um beijo.