quinta-feira, 19 de abril de 2012

Da justiça




Da justa escolha,
da escolha do justo.

Da escolha.
Do justo.

Descansa
no fio de cabelo

que separa
a promessa
do esquecimento

em uma velha
foto
perdida

no fundo do armário.

Um comentário:

faustina disse...

Minhas fotos velhas são imagens e são palavras, que sempre encontro desleixadas, bagunceiras, faceiras,

Pequenas letrinhas ilegíveis, incorrigíveis,

Dentro dos meus livros.